Tudo bem, amore?

Quem não quer assim que iniciar um contato receber logo um Olá, querido… ou um  Tudo bem,amore?

Ou de repente,  com apenas alguns minutos receber uma mensagem toda colorida e provocante lhe despertando toda aquela libido que há muito você não sentia?

Pois é, isso é apenas um pouco do muito, que hoje, graças à tecnologia informática pode-se vivenciar pelos sites de relacionamento da Internet.

Há quem já na primeira mensagem, em um chat de sexo, ou até mesmo em um chat de site de relacionamento de amizade ou de namoro, o cara ou a cara já entre com esse apelo:

- Quero gozar.

Assustou?

Não se assuste. Se você é novo a viajar pela internet , só fica lá no Facebook, ou no Whatsapp apenas se relacionando com parentes e amigos numa boa, humm …não se assuste se de repente alguém, por querer ou sem querer lhe enviar uma foto bem íntima mostrando aquilo... Ou simplesmente lhe perguntar você curte sexo virtual? Pois é…

Mas enfim, há uns anos atrás, quando surgiu esse fenômeno dos sites de relacionamento, lembro-me de um senhor de idade, como se dizia antigamente, hoje simplesmente rotulado de idoso ou vivente da melhor idade ; sem saber direito o que era essa tal de WEB . ..falar assim : “nesse tal de internet deve ter muita gente se mostrando, ficando nu…”

Pois é, amigo leitor… Não se iluda não. Todo mundo que ainda não aderiu ao fenômeno da internet tem esse receio. Sabe que na frente de um PC ou notebook e hoje no mais usado e badalado celular tem muita gente tendo seus momentos prazerosos graças a essa tecnologia informática sem o contatos corpo a corpo , sem precisar sair de casa ou devido a distância , ou por outros motivos, talvez o que mais requer atenção, por não estar tendo aqueles momentos também de prazer com sua amada do dia a dia real na rotina de seus encontros, não estão vivenciando seus momentos com um a pitada de amor bem apimentado … com relasrelas e roças roças que às vezes só mesmo nos sites de relacionamentos ou chats de internet você consegue desfrutar e se deliciar mesmo sendo apenas prazerosamente virtualizado, mas gostosamente recompensado por estar tendo em casa o seu prazer amoroso colorido de fantasias sexuais.